28.8 C
Teresina

Ataque de abelhas na zona Leste de Teresina assusta moradores

Deve ler

Interpi lança biblioteca virtual com registros fundiários históricos nesta sexta (5)

Será realizado, nesta sexta-feira (05), no Auditório do Núcleo de Práticas Jurídicas da Universidade Federal do Piauí (UFPI), o lançamento da Biblioteca Virtual de...

Vacina contra Covid-19 em Teresina: veja quem pode ser vacinado hoje e o que fazer

A Prefeitura de Teresina começou a vacinação contra a Covid-19 no dia 19 de janeiro de 2021 e vem ampliando o público-alvo conforme chegam novas...

Casos de dengue têm aumento de quase 50% em relação a 2020 no Piauí

O Piauí já registrou 2.654 casos de dengue em 2021. O número é 44% maior que os casos registrados no mesmo período do ano...

Wellington Dias apresentará Edital PRO Verde na COP26

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, participará da 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26), que...

Um ataque de abelhas deixou os moradores da Vila Madre Teresa, na zona Leste de Teresina, apavorados. A população precisa ficar atenta porque esse não é um fato isolado. Nesta época do ano é comum a presença de abelhas africanizadas na área urbana. A ferroada delas pode inclusive levar à morte. Os moradores não sabem como as abelhas surgiram no local.

O estudante Eduardo da Cunha, de 9 anos, está cheio de manchas pelo corpo, consequência das várias picadas de abelhas. “Eu senti só as picadas. Pedi ajuda ao meu amigo e a minha mãe me banhou. Eu estava com dor”. Ele não foi a única vítima.

A mãe de Eduardo, Maria Ferreira, também foi picada. “Aqui nessa rua teve duas (vítimas). Um rapaz que veio de moto também foi picado, ele derrubou a moto no chão e saiu correndo para outra rua; ele desmaiou e o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) levou pra UPA (Unidade de Pronto Atendimento)”.

O professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Darcet Costa, doutor em genética de abelhas, explica que uma pessoa alérgica ao veneno com apenas um ferrão pode morrer por asfixia. Quando a vítima não tem alergia, ela pode morrer devido os efeitos das picadas.

“Essas áreas são as que a gente têm as maiores ocorrências de enxames de abelhas africanizadas, entrando na parte mais urbana, na parte de residência e trânsito. Isso ocorre normalmente no final do período de chuvas, quando os enxames estão bem grandes, e começam a se dividir, que é o comportamento natural deles. Eles buscam novos locais”.

 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com

Fonte: Cidade Verde

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui

Últimas notícias

Interpi lança biblioteca virtual com registros fundiários históricos nesta sexta (5)

Será realizado, nesta sexta-feira (05), no Auditório do Núcleo de Práticas Jurídicas da Universidade Federal do Piauí (UFPI), o lançamento da Biblioteca Virtual de...

Vacina contra Covid-19 em Teresina: veja quem pode ser vacinado hoje e o que fazer

A Prefeitura de Teresina começou a vacinação contra a Covid-19 no dia 19 de janeiro de 2021 e vem ampliando o público-alvo conforme chegam novas...

Casos de dengue têm aumento de quase 50% em relação a 2020 no Piauí

O Piauí já registrou 2.654 casos de dengue em 2021. O número é 44% maior que os casos registrados no mesmo período do ano...

Wellington Dias apresentará Edital PRO Verde na COP26

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, participará da 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26), que...

Motoristas do transporte alternativo intermunicipal do Piauí fazem protesto no Palácio do Karnak

Um grupo de motoristas que fazem transporte alternativo de passageiros entre cidades do Piauí, o chamado transporte alternativo municipal, iniciou um protesto em frente...