36.8 C
Teresina

Pequenos negócios têm potencial de crescimento na economia digital

Deve ler

Sesapi abastece regionais de saúde para Dia D da campanha de multivacinação

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) já enviou todas as vacinas para que os municípios façam a retirada nas regionais de saúde, e...

Professora inspira o protagonismo juvenil e transforma o clima escolar

“Gosto de ensinar, pois aprendo a cada dia com meus alunos e sinto prazer quando sei que estou ajudando de alguma forma”. Com esse...

Brasil goleia Uruguai em Manaus com show de Raphinha e Neymar

Se faltava convencer, agora não falta mais. O Brasil goleou o Uruguai por 4 a 1, nesta quinta-feira, em Manaus, com show de...

Polícia indicia estudante de medicina do Piauí pelos estupros de irmãs e prima

A Polícia Civil do Piauí indiciou o estudante de medicina, de 22 anos, em três inquéritos por estupro de vulnerável contra as irmãs de 3...

No Piauí, a abertura de empresas apresenta crescimento ao ritmo de 53% em 2021. Cerca de 82% das 6.247 empresas abertas, neste ano, são microempresas de acordo com levantamento da Junta Comercial do Estado do Piauí (Jucepi), autarquia do governo estadual responsável pelo registro e legalização de negócios no estado.

Segundo com a presidente da Jucepi, Alzenir Porto, esses novos negócios têm grande potencial de crescimento com as oportunidades da economia digital. “A pandemia da Covid-19 intensificou a digitalização da economia que já vinha acontecendo. Na Jucepi, por exemplo, já era possível abrir uma empresa pela internet. A última novidade é que a pesquisa prévia de viabilidade locacional é dispensada para a empresa que atua exclusivamente de forma digital”, afirma.

Dentre os negócios registrados, a preferência tem sido nos segmentos de comércio e serviços. “São duas áreas que se souberem aproveitar as vantagens das redes sociais e do comércio eletrônico podem crescer bastante. Hoje, é mais barato abrir e manter uma empresa do que alguns anos atrás quando a presença física, numa boa localização no Centro da cidade ou em shopping, era importante”, explica a presidente da Jucepi.

Para aproveitar as oportunidades, os pequenos negócios precisam estar atentos à concorrência que é muito acirrada no comércio eletrônico. “As redes sociais, por exemplo, facilitam a divulgação e possibilitam a venda de mercadorias e serviços com baixo custo. No entanto, é preciso se diferenciar tanto na venda como no pós-venda, ser ágil na entrega da mercadoria e proporcionar uma boa experiência de compra ao cliente. Para isso, é preciso buscar qualificação e atualização constante porque as redes sociais são dinâmicas, a inovação tecnológica é cada vez mais célere e o risco de ficar para trás é enorme. Afinal, a satisfação do cliente é fundamental para o sucesso de qualquer negócio”, alerta Alzenir Porto.

 

Fonte: Governo do Piauí

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui

Últimas notícias

Sesapi abastece regionais de saúde para Dia D da campanha de multivacinação

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) já enviou todas as vacinas para que os municípios façam a retirada nas regionais de saúde, e...

Professora inspira o protagonismo juvenil e transforma o clima escolar

“Gosto de ensinar, pois aprendo a cada dia com meus alunos e sinto prazer quando sei que estou ajudando de alguma forma”. Com esse...

Brasil goleia Uruguai em Manaus com show de Raphinha e Neymar

Se faltava convencer, agora não falta mais. O Brasil goleou o Uruguai por 4 a 1, nesta quinta-feira, em Manaus, com show de...

Polícia indicia estudante de medicina do Piauí pelos estupros de irmãs e prima

A Polícia Civil do Piauí indiciou o estudante de medicina, de 22 anos, em três inquéritos por estupro de vulnerável contra as irmãs de 3...

Muro de galpão cai em cima de carros e teto de ginásio desaba durante temporal em Água Branca

Um temporal foi registrado na tarde desta sexta-feira (15) na cidade de Água Branca, a 90 km de Teresina. O fenômeno durou cerca de 20...