24.8 C
Teresina

Wellington Dias trata sobre cronograma de vacinação e entrega da Sputinik com Ministério da Saúde

Deve ler

Sesapi abastece regionais de saúde para Dia D da campanha de multivacinação

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) já enviou todas as vacinas para que os municípios façam a retirada nas regionais de saúde, e...

Professora inspira o protagonismo juvenil e transforma o clima escolar

“Gosto de ensinar, pois aprendo a cada dia com meus alunos e sinto prazer quando sei que estou ajudando de alguma forma”. Com esse...

Brasil goleia Uruguai em Manaus com show de Raphinha e Neymar

Se faltava convencer, agora não falta mais. O Brasil goleou o Uruguai por 4 a 1, nesta quinta-feira, em Manaus, com show de...

Polícia indicia estudante de medicina do Piauí pelos estupros de irmãs e prima

A Polícia Civil do Piauí indiciou o estudante de medicina, de 22 anos, em três inquéritos por estupro de vulnerável contra as irmãs de 3...

O governador Wellington Dias reuniu-se, nesta quinta-feira (25), em Brasília, com a equipe do Ministério da Saúde para tratar sobre o cronograma de vacinação e a validação de vacinas no país. A entrega da vacina Sputinik ao Brasil também foi pauta do encontro.

“Tivemos a oportunidade de dialogar com a União Química Farmacêutica e estamos trabalhando para ampliar o fornecimento e entrega da vacina sptunik pelos estados. A região Nordeste já tem um contrato de compra de 10 milhões de doses e, agora, queremos garantir que tenhamos o cronograma de entrega, que é possível com as vacinas que são produzidas na Rússia, como também no Brasil. Há uma perspectiva de que a Rússia amplie a entrega a partir de abril, com a possibilidade de até 50 milhões de doses para o Programa de Vacinação no Brasil. Aqui, no Brasil, a União Química também entra numa fase que permite a produção de até oito milhões de doses por mês”, disse o governador.

Segundo o assessor especial do Ministério da Saúde, Airton Cascavel, todas as vacinas, inclusive as que forem adquiridas pela iniciativa privada, irão para o Fundo Nacional do Programa Nacional de Imunizações. “Todas irão para uma cesta única, onde serão distribuídas num processo de aceleração das vacinas adquiridas pelo Ministério da Saúde para atingir os grupos prioritários, inclusive aqueles que ainda possam ser incluídos, como os professores. Ou seja, precisamos levar igualdade ao país, à todas as regiões, aos estados que têm recursos e aos que têm menos”, concluiu.

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui

Últimas notícias

Sesapi abastece regionais de saúde para Dia D da campanha de multivacinação

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) já enviou todas as vacinas para que os municípios façam a retirada nas regionais de saúde, e...

Professora inspira o protagonismo juvenil e transforma o clima escolar

“Gosto de ensinar, pois aprendo a cada dia com meus alunos e sinto prazer quando sei que estou ajudando de alguma forma”. Com esse...

Brasil goleia Uruguai em Manaus com show de Raphinha e Neymar

Se faltava convencer, agora não falta mais. O Brasil goleou o Uruguai por 4 a 1, nesta quinta-feira, em Manaus, com show de...

Polícia indicia estudante de medicina do Piauí pelos estupros de irmãs e prima

A Polícia Civil do Piauí indiciou o estudante de medicina, de 22 anos, em três inquéritos por estupro de vulnerável contra as irmãs de 3...

Muro de galpão cai em cima de carros e teto de ginásio desaba durante temporal em Água Branca

Um temporal foi registrado na tarde desta sexta-feira (15) na cidade de Água Branca, a 90 km de Teresina. O fenômeno durou cerca de 20...